Sinto me submersa em um turbilhão de apatia

Ao mesmo tempo mil pensamentos cortantes

Rasgam minha carne

E comem minha paz

O principal é que bagunçam meu reflexo

Todo dia me pergunto

O que é isso que me olha

Do outro lado

Eu sou a pessoa do outro lado do espelho.

Eu sou a pessoa do outro lado do espelho.