Fantasma

A. C.
Nov 13, 2021

Na minha cabeça eu danço.

Corro.

Canto.

Mas na vida real, minhas palavras soam secas e sem som. Morrem ao vento presas ao papel que ninguém lê.

Sou a escritora de leitor nenhum.

--

--